MRS é pioneira na utilização de Simuladores de Condução de Trens

Os quatro Simuladores de Condução de Trens da MRS foram os primeiros equipamentos deste tipo na América do Sul. São dos mais modernos do mundo na área de treinamento e aperfeiçoamento de maquinistas e começaram a operar na Companhia em outubro de 1998. O investimento de R$ 3,6 milhões partiu de um projeto pioneiro desenvolvido pela MRS.

Com a compra dos equipamentos, que foram desenvolvidos pelo ITT Research Institute, da Universidade americana de Illinois, a MRS deu início ao maior e mais moderno programa de treinamento de maquinistas do Brasil.

O Simulador TS-2 é o maior deles e está instalado em uma cabine exatamente como a de uma locomotiva e imita fielmente as condições de operação de um trem. Através de um telão, o maquinista visualiza uma imagem como a real. Até mesmo os sons da operação são reproduzidos.

Depois de operar o simulador, o maquinista tem suas ações avaliadas por uma computador e, a partir dos resultados, são realizados cursos de aperfeiçoamento para sanar os possíveis problemas. Este trabalho visa a melhoria na condução dos trens, o que reflete na redução de consumo de combustível, do número de acidentes, de defeitos e, até, desgastes nos trilhos.

Também fazem parte do Centro de Treinamento da MRS três simuladores TS-1, um modelo mais simples, que funciona em um monitor de computador, mas tem o mesmo princípio do TS-2. Nas telas, os maquinistas vislumbram 90 Km de trechos da malha da MRS, incluindo os mais críticos.

Depois de cinco anos, todos os maquinistas da MRS já passaram pelas máquinas e receberam treinamento. As turmas, geralmente, reúnem 16 pessoas, que ficam metade em sala de aula, metade nos simuladores.