Malha Ferroviária e Frota

Integrando a região mais produtiva do país

A malha ferroviária sob gestão da MRS tem peso estratégico acentuado para toda a economia nacional justamente por sua disposição geográfica: ela estabelece conexão entre regiões produtoras, grandes centros de consumo e cinco dos maiores portos do país (nos municípios de Rio de Janeiro, Itaguaí, Sepetiba e Santos). São 1.643 km de ferrovia, que equivalem a aproximadamente 6% da estrutura nacional e nos quais são transportados cerca de um terço de toda a produção nacional, números que dão a exata noção do nível de produtividade do sistema.

Arte com mapa das rotas da MRS e indicação das principais cidades pelas quais a empresa trafega

Desde a criação da MRS, já foram construídos outros 250 km de linha férrea, aproximadamente, em projetos de duplicação ou expansão de capacidade. Um projeto de destaque neste sentido foi a conclusão, em 2014, do trecho conhecido como Segregação Leste, uma linha de 12 km entre Manoel Feio e Suzano, em São Paulo, que permitiu o fim do compartilhamento dos trens de carga com os de passageiros (administrados por outra companhia) na região. Estas ampliações representam tanto ganhos de capacidade produtiva quanto de segurança.

Nossa frota

Atualmente, a MRS detém cerca de 20% da frota ferroviária nacional, com 19 mil vagões e 770 locomotivas. A companhia tem se destacado por buscar se renovar constantemente, pelo desenvolvimento de novos ativos e pelos níveis de disponibilidade e confiabilidade do material rodante.

Locomotiva Stadler trafegando na região de Paranapiacaba, em São PauloEntre estes projetos, dois merecem destaque especial. Primeiro, as sete locomotivas criadas pela fabricante suíça Stadler para a operação da MRS na Serra do Mar, em São Paulo, conhecida como Cremalheira (foto ao lado).

Estas locomotivas possuem um sistema adicional de tração e frenagem-motor, provido por um terceiro trilho, no centro da via, e um conjunto de rodas dentadas, que permitem vencer uma inclinação de até 10%, uma rampa considerável quando se trata de trens. Estas máquinas, em plena operação, são as mais poderosas locomotivas já construídas no mundo.

A MRS tem inovado igualmente com relação a sua frota de vagões. A companhia é pioneira no desenvolvimento de vagões de minério de alta capacidade e performance, graças a parcerias com alguns dos principais fabricantes de material ferroviário no Brasil e no mundo.