Etapa vencida em busca da excelência

Oficina de Manutenção de Locomotivas de Jundiaí supera primeira fase de preparação para auditoria de Oficina Modelo

Manter uma oficina em pleno funcionamento já não é fácil, mas executar as atividades do dia a dia e ainda trabalhar para cumprir todos os requisitos exigidos pelo programa Oficina Modelo é ainda mais desafiador. Os 89 ferroviários da Oficina de Manutenção de Locos de Jundiaí encararam o desafio da busca pela excelência: atingiram a nota de 3,54 na primeira fase do processo, em que é exigido um mínimo de 3,5 na avaliação.

“O processo de Oficina Modelo é importante para padronizar todos os processos e tem como principal objetivo a segurança dos colaboradores. Conseguir este resultado demonstra que a equipe quer se tornar mais um exemplo de oficina na gerência geral”, pontua o gerente da unidade, Henrique Pedrassi. “Para isso, vamos buscar a excelência operacional e um ambiente de trabalho seguro, que aumente nosso orgulho e nosso sentimento de realização profissional”, complementa.

A notícia foi recebida pela equipe no último dia 29 e, em 2020, uma nova auditoria vai fiscalizar a unidade com exigência mínima de nota 4. Por fim, em 2021, a oficina passará pela auditoria que concede o título de Oficina Modelo, sendo exigida nota 4,5.

“O que mais me faz ter orgulho desta conquista e deste programa é saber que este é um resultado do trabalho de todos. Não teríamos conseguido se os gestores não acreditassem no programa e na equipe, nem se apenas metade da equipe buscasse o resultado. Todos estavam comprometidos e acreditando no objetivo. Somos uma equipe unida, querendo mudanças”, destaca o analista ferroviário Fernando Gonçalves.

Para atingir o resultado de 3,54, todos os colaboradores precisaram se envolver no processo, conhecer mais sobre o programa e mudar a cultura que existia no ambiente de trabalho. O início da mudança de cultura foi fundamental para que o resultado fosse alcançado e, a nova jornada rumo à certificação, iniciada. Além das mudanças culturais, foram necessárias algumas físicas e estruturais na própria unidade, envolvendo pintura e sinalização, melhoria de processos, mudanças de atuação e quebras de paradigmas.

Por MRS