MRS promove iniciativas de apoio à população de baixa renda em Juiz de Fora, Rio de Janeiro, Santos e Taubaté

Registro da entrega na comunidade de Água Quente

Como parte dos esforços para minimizar os impactos da Covid-19 às comunidades e municípios onde atua, a MRS vem apoiando instituições que prestam assistência a moradores de rua e pessoas em situação vulnerável por meio da distribuição de refeições. As ações iniciaram-se em três cidades: Rio de Janeiro (RJ), atendendo às comunidades da Mandela, Parque Arará, Jacarezinho e Bandeira 2; em Santos (São Paulo), na comunidade do Morro São Bento; e em Taubaté, no bairro Água Quente. A MRS conta com o apoio de sua equipe de segurança patrimonial para realizar as entregas. A expectativa é manter a entrega de refeições nas comunidades indicadas por mais 30 dias.

“As mudanças provocadas pelos esforços de redução na disseminação da Covid-19 impactam a todos, em especial às populações mais vulneráveis e de menor renda. Somos uma empresa consciente do seu papel na sociedade e, com essa ação, buscamos contribuir para minimizar esses impactos para as pessoas mais vulneráveis”, explica o gerente geral de Serviços, Danio Soccol.

Mais ações estão sendo estruturadas

Em Juiz de Fora (MG), dez instituições que atendem a pessoas em situação vulnerável (moradores de rua ou famílias de baixa renda) foram selecionadas para receber cestas básicas ou alimentos utilizados em seus programas de distribuição de refeições. As entregas serão feitas a partir da próxima semana.

O diretor de Relações Institucionais, Gustavo Bambini, ressalta a importância dessa atuação conjunta e emergencial para moradores de rua e em situação de vulnerabilidade e destaca que outras iniciativas de apoio à população estão sendo desenvolvidas junto às áreas de Segurança, Recursos Humanos e Suprimentos. As iniciativas vão atender a pessoas de mais municípios por onde a malha damMRS está presente e em breve serão anunciadas.

“A ajuda humanitária demonstra a grande preocupação da empresa com as comunidades por onde trafegamos, e que possamos ajudar famílias e pessoas necessitadas nesse momento tão difícil pelo qual estamos passando”, afirma Bambini.

Por MRS