Um esforço adicional na conscientização sobre práticas de segurança

Equipes de Segurança Ferroviária realizaram operação Fênix de Aço, que levou informações de segurança para moradores de 32 cidades

Pelo terceiro ano consecutivo, a MRS realizou a operação Fênix de Aço, uma iniciativa pontual – vigente por um período pré-determinado de dias – que concentra esforços para mitigar as ocorrências de acidentes ferroviários. Em 2019, a operação Fênix foi realizada entre 11 e 28 de outubro e envolveu o redirecionamento e o reforço das equipes para apoio em atividades como escolta, vigilância e guarda cancela.

A distribuição das ações priorizou municípios mais críticos. Os critérios para definir os locais passaram por parâmetros como: localidades com maior volume de registros de acidentes ferroviários causa comunidade; número de emergências devidas (frenagem repentina das composições) para evitar atropelamentos ou abalroamentos; localidades impactadas por eventos como feriados municipais, grandes eventos, manifestações e outras situações com grande concentração de pessoas; e áreas mapeadas onde há prática de esportes e lazer na ferrovia.

“A escolha por outubro como o mês para a operação se justificou pelo alto índice de acidentes registrados nos meses de julho a setembro. Havia uma tendência de aumento dos acidentes e a operação foi estruturada para contribuir para a reversão desse quadro. Os resultados aferidos mostram que a estratégia foi bem sucedida.”, afirma a analista de Segurança Patrimonial, Letícia Mota.

As equipes atuaram em cinco frentes: blitze educativas com distribuição de informação, preservação de PPs, preservação de PNs, rondas em áreas críticas de trechos corridos e, uma novidade implementada em 2019, monitoramento de redes sociais para identificação de eventos esportivos e de lazer em áreas da ferrovia. No período, também foram realizadas ações especiais, uma em Aparecida, no feriado nacional de Nossa Senhora Aparecida, quando a cidade recebeu cerca de 260 mil romeiros e visitantes, e no Rio de Janeiro, na noite da semifinal da Copa Libertadores, jogo entre Flamengo e Grêmio, devido a movimentação atípica no trecho da Baixada Fluminense e Capital, onde também foi impulsionada a postagem de conteúdo informativo no perfil Linha da Vida.

Ainda houve ação conjunta de conscientização da população na PN da Estação, região central da cidade de Barra Mansa (RJ), com a participação da equipe de Atendimento Externo de Vagões, da Guarda Municipal local e de um vigilante da VLI. Foram abordadas aproximadamente 250 pessoas.

Os resultados apontam que, entre os dias da operação, os estados de São Paulo e Rio de Janeiro tiveram zero ocorrência causa comunidade. Em Minas Gerais houve apenas um acidente, um abalroamento no município de Barbacena, em que o condutor do veículo, imprudente, foi autuado conforme diretrizes da Lei Seca. Há ainda registros contundentes de acidentes evitados, como ação que evitou abalroamento de ônibus com estudantes na PN da Várzea, em Ibirité (MG).

Por MRS